facebook pixel

Entrar

Cadastre-se

Um link para definir uma nova senha será enviado para seu endereço de e-mail.

Seus dados pessoais serão usados para aprimorar a sua experiência em todo este site, para gerenciar o acesso a sua conta e para outros propósitos, como descritos em nossa política de privacidade

Saber meu tamanho de anel

Você se alimenta bem?

Confira dicas simples da nutricionista Andréa Ferrara para aumentar sua imunidade.

Hábitos de vida saudáveis e alimentação equilibrada são importantes aliados na defesa imunológica contra as doenças. E isso não seria diferente contra o vírus Sars-Cov-2 da COVID-19. É importante ressaltar que não existe alimento que ofereça a cura do vírus, mas podemos sim melhorar nossa defesa imunológica e amenizar seus efeitos na nossa saúde.

Veja como alguns hábitos simples, incluídos no dia a dia, podem ser muito importantes nesse momento tão delicado que vivemos:

– descascar mais e desembalar menos: um hábito alimentar equilibrado, rico em frutas e vegetais crus, oferece ao organismo polifenóis, vitaminas e minerais, importantes antioxidantes e antivirais. Além disso, é rico em fibras solúveis e insolúveis, essenciais para a saúde intestinal. Produtos industrializados são ricos em aditivos e açúcares e auxiliam na inflamação, na eliminação de nutrientes e na baixa imunidade;

– consumir pelo menos 3 porções de frutas, distribuídas ao longo do dia (evite em uma mesma refeição). Prefira as ricas em vitamina C: acerola, kiwi, laranja, limão, açaí e berries;

– consumir pelo menos 2 fontes de vegetais (uma crua e uma cozida) em cada refeição, almoço e jantar;

– acrescentar 20 gotas de extrato de própolis em um suco de frutas no dia (preferência suco rico em vitamina C), ou em shot de água com limão ao acordar. Ele é um potente antibacteriano e promove aumento da imunidade;

– consumir 3 unidades de castanhas do Brasil por dia. Ela é rica em selênio e sua falta pode ser prejudicial ao sistema imunológico;

– aumentar consumo de probióticos e prebióticos: Kombucha, Kefir e legumes fermentados auxiliam na saúde intestinal que tem relação direta com a imunidade;

– alho cru: macere o alho e utilize em preparações ao longo do dia. Ele possui alicina, potente anti-inflamatório, antioxidante e antiviral;

– alimentos ricos em zinco: ostras, sementes de abóbora e sementes de girassol. Ele é um potente antiviral e auxilia no bloqueio da replicação do vírus;

– alimentos ricos em cobre: sementes de gergelim, cacau em pó e cogumelos shitake;

– alimentos ricos em ácido cafeico (potente antiviral): sálvia, gengibre, canela do Ceilão, noz moscada, tomilho, hortelã e mate. Procure utilizar como temperos em preparações ou chás;

Hábito alimentar saudável, aliado a exposição ao sol por 15 minutos (quem não puder nesse momento, procure suplementar a vitamina D), um sono reparador e a prática da meditação, com certeza estará mais preparado para resistir os efeitos desse ou qualquer outro vírus.

 

Andréa Ferrara

Nutricionista Clínica Funcional

Joias Plume

Tags:
Compartilhar
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Email

Conteúdos pra você

X
Abrir conversa
1
Olá, tudo bom?
Qualquer dúvida, fique à vontade para me chamar aqui.